Quem sou

Fernanda Grigolin (1980) É artista visual, editora, pesquisadora doutoranda em Artes Visuais na Unicamp. Atua há 15 anos com publicações entre produção, edição, circulação e pesquisa. Realiza os projetos Tenda de Livros, Jornal de Borda e Arquivo 17.

Possui especialização em Direitos Humanos (USP) e é mestra em artes visuais na UNICAMP. Já participou de festivais e exposições no Brasil e no exterior. Recebeu os seguintes prêmios: Funarte Marc Ferrez de Fotografia (2012) e o Proac Livro de Artista (2014),  Proac Publicações (2015) e Proac Artes Visuais (2016). Vive e trabalha entre Campinas e São Paulo.

Projetos permanentes em produção, edição e circulação de arte impressa:

Projeto de pesquisa em arte, expositivo e de publicações:

 

Publicações individuais:

Publicações coletivas que organizou:

Publicações coletivas de outros editores que participou:

  •  [2016]. Artéria 11.
    Revista de poesia e de outras artes, publicada pela Nomuque Edições, reunindo 86 trabalhos de 87 poetas/artistas. Editada por Omar Khouri e Paulo Miranda.

Pesquisas:

Prêmios e Residências:

  • Proac 15, 2016. Edital de Artes Visuais (Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo);
  • Proac 41, 2015. Edital de Publicação (Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo)
  • Proac 16, 2014. Edital de Livro de Artista (Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo);
  •  XII Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia 2012;
  • Residência artística no Porta 33, Ilha da Madeira, sob coordenação de Cecília Vieira de Freitas e Maurício Reis (2016);
  •  Residência artística no Espaço ENA, sob coordenação de Estáquio Neves (2014);
  • Bolsa CAPES (2014/2015) para desenvolver a pesquisa: A Fotografia no livro e artista em três ações: produzir, editar e circular;
  • Presença na Feira de Libro de Foto de Autor (Argentina, Buenos Aires). Apoio ao Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural do Ministério da Cultura.

Exposições individuais:

  • [2017] Arquivo 17, Mis/Campinas;
  • [2017] Máquina de Emaranhar Paisagens. Coletivo Elza – Projeto Armazém. Florianópolis;
  • [2016] recôncavo. Porta 33. Funchal. Ilha da Madeira, Portugal;
  • [2015] recôncavo. Galeria de Arte da Unicamp.

Exposições coletivas:

[2017]

  • Livres et revues d’artistes : une perspective brésilienne, Cabinet du Livre D’Artiste, Renné, França;
  • RéPublica. Casa Balea, Olinda;
  • Antilogia: o fotográfico na Pinacoteca. Pinaconteca do Estado, São Paulo;
  • Projeto Armazém. Museu Victor Meirelles, Florianópolis;
  • Photo-Paged: Review on Brazilian experimental publishing. Centre photographie Genève, Suiça;
  • Ciranda entre ser eu e ser muitas. Museu do Estado de Santa Catarina, Florianópolis;
  • Projecto Multiplo. Aeromoto, México;
  • Projecto Multiplo. El Nido, Colômbia

[2016]

  •  Videoarte clube. Olho da Rua, Rio de Janeiro;
  • Pandora. La Estacion Espacial, San Juan de Puerto Rico;
  • Página Viva. Casa das Rosas, São Paulo e MARGS, Porto Alegre;
  • Por em Página. Gaia/Unicamp, Campinas e Curto Circuito, Piracicaba;
  • Anacronismo. Galeria de Arte de Santos;
  • Projeto Armazém. Nacasa, Florianópolis;
  • Foto em Pauta. Tiradentes.

[2015]

  • Tendências do Livro de Artista 30 anos depois. Centro Cultural São Paulo, São Paulo;
  • Fotos contam Fatos. Galeria Vermelho, São Paulo;
  • Projecto Multiplo. La Habana, Cuba;
  • Tenda Aberta. Oficina Cultural Oswald de Andrade, São Paulo;
  • Artista Pesquisador. UNB, Brasília;
  • A página e o Livro. Museu de Arte de Goiânia;
  • Gestos, relatos, escritas e autoficções. Festival de Fotografia de Tiradentes.

[2014]

  • Lambes na Laje. Red Bull Station, São Paulo;
  • Projecto Múltiplo. Red Bull Station, São Paulo;
  • Palavra + Imagem. Mac Campinas;
  • Corpo Imagem. Caixa Cultural de Brasília.

[2013]

  • Projecto MULTIPLO. Centro Cultural São Paulo;
  • Ocupação Galeria Marta Taba. Memorial da América Latina. São Paulo;
  • Felifa. Buenos Aires, Argentina.

[2012]

  • 20×20. Ateliê A Pipa;
  • Festival Internacional de Vídeo e Dança. Dança em Foco. Rio de Janeiro;
  •  Feria de Libro de Foto de autor. Buenos Aires e Córdoba (Argentina). agosto e setembro;
  • Tempo Forte. Casa das Caldeiras;
  • Mundos Portáteis. no Atelier A Pipa;
  • SPREEKWOORDEN – provérbios holandeses. Vídeo Provérbios. Exposição coletiva do Grupo Palavra & Imagem (ECA /USP) – coordenado pelo professor Geraldo Souza Dias. PUC.

[2011]

  • Arte Pará. Museu da UFPA. Belém, PA;
  • DESVENDA. SPA das Artes em Recife. Museu Murillo La Greca. Recife, Pernambuco;
  • ASFALTO. Biblioteca Alceu Amoroso de Lima (temática de poesia), São Paulo SP;
  •  II Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, Crônicas Urbanas. MUFPA, Belém do Pará;
  • XIV FESTIVAL NACIONAL 5 MINUTOS, Salvador, Bahia;
  •  4to Festival Internacional de Vídeo Arte de Camagüey 2011. Cuba, com os videos Retratos da Garoupa e Asfalto;
  • FESTFOTOPOA. Fotograma livre 2011 com video Retratos da Garoupa.

[2010]

  • Exposição e lançamento do livro Retratos da Garoupa. Centro Cultural o B_arco, São Paulo;
  •  Fazendo Gênero 09 (UFSC);
  • Feria de Libro de Foto de autor. Buenos Aires. Argentina.

Cursos ministrados:

  • Arquivo 17, IA/UNICAMP, agosto de 2017.

Oficinas ministradas:

  • A fotografia no livro: produzir, editar e circular.  Pequeno Encontro da Fotografia (Olinda/PE); Prêmio Diário Contemporâneo (Belém/PA); Oficina Cultural Oswald de Andrade e SESC;
  • A fotografia como elemento portátil. SESC Jundiaí;
  • 10×15: exercício de produção e edição ABER;
  • Experiências de artistas: aproximações entre a fotografia e o livro (entre 2013 e 2014). A oficina ocorreu em São Paulo (Fauna Galeria por duas vezes); Campinas (Oficina Cultural Hilda Hilst) e Recife (SPA das Artes). Consistia em discussão teórica e prática sobre América Latina e livro e, como resultado, era produzida uma publicação coletiva.

Participações relevantes:

  • Bancada (fevereiro de 2015 – abril de 2016). Grupo de estudo de discentes da Unicamp conduzido por Fernanda Grigolin, Rafaela Jemmene, Gustavo Torrezan, Glayson Arcanjo e Natália Coutinho;
  • Circuito Sesc de Artes 2010 como cronista. Visitou diversas cidades do interior paulista, fotografou e escreveu para o blog que levou seu nome.

 

Deixe uma resposta